Tipos de Superfícies para a cozinha

By 5 de outubro de 2017Dicas
Leia o artigo criado para o blog da arquiteta Carla Almeida em parceria com a De Carli Selected Stones e a jornalista Denise Giordano.
Pensando em renovar a cozinha? A gente sabe que as ferramentas mais utilitárias da cozinha são, sem dúvida, a bancada e a pia. As pedras se tornaram uma opção popular para aqueles cansados da pia padrão de aço inoxidável. O material adiciona o estilo europeu ao ambiente, e tem durabilidade inquestionável.


Por esses motivos, selecionamos algumas informações importantes sobre superfícies, para que você possa escolher a melhor na hora de planejar sua cozinha. Vamos lá?

O granito por exemplo é uma rocha formada por quartzo, feldspato alcalino e mica. Tem uniformidade de cor e alta resistência. O Brasil é um dos maiores polos de granito do mundo, com destaque para os estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

Por serem resistente a riscos, manchas, bem como possuir grande resistência, durabilidade e baixa porosidade, os granitos tem sido os preferidos para a cozinha. Mas nem todo granito é totalmente natural: alguns recebem tratamento especial por empresas especializadas, que os deixam com aspecto resinado, apicoado, jateado, polido, cristalizado ou flameado.

Porém, quem escolhe o granito deve tomar alguns cuidados, principalmente ao optar pelas cores mais claras da pedra, pois ela absorve praticamente tudo que cair sobre a sua extensão. Assim, como a cozinha é um ambiente em que lidamos com alimentos e líquidos, se a limpeza não for diária a pedra acaba manchando, principalmente com líquidos mais escuros – como café e refrigerantes. O preço dos granitos varia de acordo com a sua raridade. Quanto mais raro, mais caro.

 


Já o mármore é uma rocha natural metamórfica, composta principalmente por minerais de calcita, com coloração mais uniforme com formação de veios definidos. É menos resistente e mais poroso que o granito. Por ser mais poroso é mais suscetível a manchas e pode absorver gordura.

O mármore também não tem boa resistência contra ácidos, podendo facilmente manchar e perder brilho quando exposto a materiais de limpeza pesados, vinagres, café e limão. Porém, esse material proporciona um acabamento elegante, diferenciado e exclusivo, trazendo luxuosidade e requinte ao ambiente.


O quartzo é um material industrializado com uma enorme variação de cores, que vão desde cores sólidas até as opções mais rebuscadas, com texturas e pigmentos diferenciados. Diferentemente do mármore e do granito, a superfície de quartzo não tem restrição para seu uso, pode ser usado tanto em áreas molhadas como cozinha e banheiros, como em lareiras, paredes e no revestimento de qualquer superfície.

Uma vantagem do quartzo é que é um material não poroso, sua textura não permite o crescimento de bactérias e é resistente a manchas facilitando a limpeza da cozinha. Por esta razão, as bancadas de quartzo não precisam ser impermeabilizadas. Porém, não pode ser instalado em locais onde incidem muitos raios solares, pois há o perigo do desbotamento da cor.


Por fim, podemos citar o Dekton, pedra da marca espanhola Cosentino, altamente durável. Permite instalações em peças de grande formato, além de ser uma superfície limpa, de toque agradável, resistente a tudo o que ocorre habitualmente numa cozinha ao longo dos anos de utilização.

O Dekton é um material sofisticado, e pode ser usado em locais com intensa atividade cotidiana. Tem alta resistência às manchas, alta resistência aos riscos, máxima resistência ao fogo e ao calor, estabilidade da cor, resistência aos raios ultravioleta, e absorção de água reduzida.

E então, ficou em dúvida sobre qual superfície escolher para a sua cozinha?

 

Artigo Original Blog Carla Almeida Arquitetura
Fonte: http://blog.carlaalmeidaarquitetura.com.br/conheca-os-principais-tipos-de-superficie-para-sua-cozinha/

De Carli

About De Carli

Leave a Reply